Abrir menu Fechar menu

Agenda Cultural

“CAFÉ CURTO | BLUE HOUSE”

Numa fase em que se mantém clara a necessidade de convivermos responsavelmente com a ‘nova normalidade’, os espetáculos culturais e as valências económico-sociais que lhe estão associadas, não podem nem devem ficar estagnados. E Coimbra, enquanto candidata a Capital Europeia da Cultura 2027, continua a dar o exemplo na resiliência, qualidade e diversidade da sua oferta cultural.

Dando sequência à programação com curadoria da produtora Blue House e apoio da Câmara Municipal de Coimbra, levada a cabo no Café-Concerto do Convento São Francisco, o último quadrimestre de 2021 continuará a contar com o ciclo "Café Curto”, a decorrer às 19h de todas as terças-feiras, entre 7 de Setembro e 21 de Dezembro. Este será um conjunto de 16 'showcases', onde combinamos músicos e projetos com forte ligação à cidade de Coimbra, com outros que estão sediados fora da cidade, estimulando assim a circulação de artistas. Evidenciando uma aposta maioritariamente centrada em jovens artistas, projetos musicais nascidos recentemente e apresentações de novos discos, trata-se de uma oportunidade para mostrarem o seu trabalho à cidade.

2021 marca também o arranque do Semestre Europeu, uma linha de programação que, devido às circunstâncias causadas pela pandemia, foi devidamente readaptada e redimensionada, e que visa promover a identidade europeia através de propostas artístico-culturais com base no património cultural de cada um dos países que compõem a União Europeia. Assim, o ciclo "Café Curto”, associa-se a este conceito, desafiando cada um dos artistas convidados a integrar no seu ‘showcase’, além do seu próprio repertório, temas originários de autores de outros países da UE.

A entrada é gratuita, estão todos convidados para um Café Curto.


Programa
 
07 setembro | Branta

Branta é um género de aves. Há muitas Brantas e algumas migram, como eu. Voo por vários países, sons, vozes, ritmos, raízes. Gosto do nascer das músicas em pontos diferentes do mundo, que é tão pequeno e tão grande. Voo em loop entre muitos instrumentos, que acordam as músicas que escolho para esta rota.


14 setembro | Sete Pés

Depois de um confinamento imprevisto, os portugueses Paulo Silva (Coimbra) e Valter Lima (Coimbra/Londres) fundaram o projeto Sete Pés. Acompanhados pelas influências do jazz, ritmos tradicionais do mundo, rock psicadélico londrino e muito groove, Sete Pés destaca-se pela simplicidade, improvisação e pelo ritmo dançável das suas composições. O projeto foi formado depois do confinamento devido ao Covid-19 com o objetivo de escrever um álbum até a música ao vivo voltar ao habitual. O álbum encontra-se neste momento na fase de pré-produção, com alguns temas ainda a serem trabalhados na sala de ensaio e outros já gravados. Aproveitando as capacidades tecnológicas da criação de loops, o duo apresenta-se com uma bateria e uma guitarra/baixo elétrico, criando ambiência adequadas a espaços noturnos e sunsets.


21 setembro | Acid Acid 

Após o álbum homónimo de 2016, Acid Acid, projeto de Tiago Castro, apresenta "Jodorowsky", edição em vinil, pela Nariz Entupido, uma leitura sobre o universo do realizador chileno. Um trabalho que aprofunda a visão do autor em torno de uma linguagem musical sem fronteiras, onde as eletrónicas se fundem com ritmos tribais e em que as guitarras psicadélicas dialogam com os sintetizadores. Jodorowsky decorre do desafio lançado pelo Motelx. Na sua edição de 2017, Acid Acid foi convidado para conceber um concerto tributo e que teve a sua estreia nessa edição. A partir deste momento começaram a germinar as sementes para o trabalho que agora se apresenta, onde se pode ouvir um lado mais melodioso que pretende evocar a vida de Jodorowsky, desde a fervorosa juventude até à mais sábia das idades, e simultaneamente viajar pela miríade de imagens psicadélicas que o realizador lapida na sua extensa e interessantíssima filmografia.


28 setembro | Eterno + Juka Mano & Convidados

Depois do lançamento da mixtape "Magna Carta" e em crescendo para o lançamento do álbum "Novilíngua", o rapper Eterno junta-se a Juka Mano após o seu  projeto "In Tranquillum" para um aguardado regresso às origens. Uma sinergia de rimas e beats que trará músicas dos seus repertórios numa viagem pela liberdade, revolução e intervenção social. Uma performance que marcará pela mistura dos dois registros e que ainda contará com um momento de homenagem a Zeca Afonso e Adriano Correia de Oliveira.


Classificação Etária
Todos os públicos


Informações
Bilheteira: 239 857 191
bilheteira@coimbraconvento.pt


Entrada gratuita, sujeita à lotação do espaço.


Informação adicional:
- Uso de máscara obrigatório 
- Interdita entrada após o inicio do evento
- Respeite o distanciamento físico e a sinalização do espaço 
- Respeite as indicações dos assistentes no recinto

- Para adquirir bilhetes de Mobilidade Reduzida, por favor, contacte a bilheteira do Convento São Francisco (diariamente entre as 15h00 e as 20h00, através do telefone n.º 239 857 191, ou envie mail para: bilheteira@coimbraconvento.pt 



+ Info

Para mais Informações e Pré-Reservas

Para Mais Informações